Ronco e Apneia do Sono

O que causa o ronco?

       O ronco é o barulho resultante da vibração exagerada dos tecidos da garganta, gerada pela passagem do ar quando a pessoa está dormindo. Existem vários fatores que contribuem para essa vibração aumentada:

a) Obstrução à passagem do ar: Quanto mais estreita for a passagem do ar pelo nariz e pela boca, mais os tecidos da garganta vibram e mais a pessoa ronca. Quem tem nariz entupido (desvio de septo, rinite) ronca mais. Quem tem o palato (céu da boca) e a úvula (campainha) muito compridos também.

b) Flacidez dos tecidos da garganta: Quanto mais flácidos os tecidos, mais eles vibram. O paciente acima do peso tem acúmulo de gordura também nos tecidos da garganta, que ficam mais flácidos e vibram mais, aumentando o ronco. O uso de calmantes para dormir também causa uma hipotonia desses tecidos aumentando sua flacidez. A própria vibração excessiva causada pelo estreitamento da passagem de ar faz com que estes se tornem cada vez mais flácidos, gerando um ciclo vicioso.

O que é a apneia?

          A apneia noturna é a parada da respiração durante o sono. Ela pode ser percebida pelo parceiro(a) naqueles momentos em que o ronco se interrompe por alguns instantes, a pessoa para de respirar e em seguida volta como se estivesse sufocada. A apneia é classificada em leve, moderada e grave.

Todo mundo que ronca tem apneia?

        Não. Todo mundo que tem apneia ronca, mas nem todo mundo que ronca tem apneia. Pode-se dizer que a apneia é um estágio mais grave do problema.

Como o ronco e a apneia afetam minha saúde?

        O ronco simples pode causar grandes inconvenientes para a família e atrapalhar o casamento, mas é um problema mais social que clínico. Já o ronco com apneia causa uma série de problemas de saúde. Frequentemente quem tem apneia sofre de sonolência diurna exacerbada, cefaleia matinal, dificuldades de concentração, cansaço sem causa aparente (já acorda cansado) e até de impotência. Além disso, está comprovado que quem sofre de apneia do sono tem um risco aumentado de ter pressão alta, doenças do coração e derrames cerebrais.

Faça o teste abaixo e avalie seu grau de sonolência diurna:

Dê uma nota para a chance de adormecer durante o dia nas situações ao lado.

0 = Sem alteração

1 = Pouca chance de sonolência

2 = Moderada chance de sonolência

3 = Alta chance de sonolência

Situação

Nota

Sentado e lendo

 

Assistindo TV

 

Sentado em local público (Sala de Espera)

 

Como passageiro de um carro por uma hora.

 

Após o almoço, sem trabalhar

 

Após o almoço, no trabalho

 

Sentado e falando com alguém

 

Dirigindo carro em tráfico lento

 

                                           Total

 

Um total de 10 pontos ou mais é sugestivo de apneia do sono.


 

FAÇA AQUI O TESTE INTERATIVO E DESCUBRA SEU GRAU DE APNEIA.



Como ter certeza que tenho apneia do sono?

        É preciso fazer um exame chamado polissonografia, em que a pessoa passa uma noite em uma clínica de sono, tendo vários parâmetros monitorados. Dessa forma é possível diagnosticar com precisão a apneia do sono e sua severidade.

Como tratar o ronco e a apneia ?

        Existem vários tratamentos. Cada caso deve ser avaliado individualmente e as opções discutidas com o paciente de acordo com a gravidade da doença, o impacto na qualidade de vida e os achados do exame clínico. Pode ser indicado desde a máscara de CPAP (um dispositivo para ser usado à noite) até a cirurgia do ronco.