BAHA - Bone Anchored Hearing Aid

(Aparelho Auditivo de Condução Óssea)

baha - aparelho auditivo de condução óssea            O BAHA é um aparelho auditivo diferente. Ele está ligado diretamente ao osso do crânio (cabeça) e não à orelha. Para isso, ele precisa que seja inserido uma espécie de parafuso bem atrás da orelha, no qual ele se conecta. Sua adaptação depende, portanto, de uma pequena cirurgia.
           BAHA não é a mesma coisa que implante coclear. São coisas completamente distintas.
            O BAHA não foi feito para "competir" com os aparelhos auditivos tradicionais, mas sim para ajudar pessoas em situações em que os aparelhos convencionais não servem.

São casos em que o BAHA pode ser usado:

Surdez unilateral

          O BAHA é uma boa opção para pessoas que perderam a audição apenas de um lado. Ele é adaptado bem atrás do ouvido que não escuta, capta o som daquele lado e transmite por via óssea até o ouvido que escuta (do outro lado). Isso não significa que o ouvido surdo vai voltar a ouvir, mas a captação dos sons do lado do ouvido surdo permite com que a pessoa perceba melhor os sons ao seu redor, não precisando mais virar o rosto de forma incômoda o tempo todo.
        Os pacientes com surdez unilateral que tiverem interesse em testar como funciona o BAHA podem ter uma noção dos benefícios que ele pode trazer fazendo um teste com um kit de teste próprio, que dá uma noção bastante realista de como é usar o BAHA.

Pacientes com ouvidos crônicos ou operados

          Determinadas pessoas já foram submetidas à cirurgia de ouvido ou apresentam condições crônicas no ouvido que impedem a utilização de um aparelho auditivo convencional, pois quando o usam apresentam secreção no ouvido ou dores. Nestes casos o BAHA, que é adaptado exclusivamente atrás do ouvido, pode ser muito útil.

Crianças com malformações congênitas de orelha

softband antes de usar o baha          Crianças que nasceram sem o pavilhão auricular e/ou sem o conduto auditivo (buraquinho do ouvido) precisam quase sempre esperar até os 8 ou 10 anos para fazer algum tipo de reconstrução, quando são boas candidatas para tal.
           Até lá, contudo, é preciso reabilitar essa criança do ponto de vista auditivo. A partir dos 5 anos de idade, pode-se fazer uso do BAHA para que elas escutem melhor, uma vez que a colocação do BAHA independe da presença do pavilhão auricular ou do conduto auditivo.
           Até os 5 anos, a criança deve fazer uso do chamado soft band, que é uma espécie de BAHA sem a cirurgia .